Curso NR10 SENAI

O SENAI – Serviço de Aprendizagem Industrial é reconhecido pela sua qualidade e tradição na área em que presta seus serviços. Estes são oferecidos a toda comunidade, e, vem alcançando objetivos há muito tempo, tanto que a instituição é reconhecida atualmente com o maior pólo de difusão de conhecimento industrial de toda a América Latina. Através de muitas parcerias neste setor, o SENAI contribui com o trabalho intelectual e social no país, o primeiro se deve ao apoio à pesquisa científica e na elaboração de projetos de sustentabilidade através da inovação nas técnicas utilizadas pelo setor, o segundo, diz respeito à formação de mão de obra especializada e técnica para o mercado de trabalho da indústria brasileira.

Um curso muito reconhecido pela instituição e que merece destaque é o curso de NR10. O curso de NR10 se encontra no nível de qualificação e aperfeiçoamento na área de eletroeletrônica e é disponibilizado em módulo único com duração máxima de 40 horas. O público alvo do curso são os profissionais que atuam em empresas que prestam serviço da CELESC ou para àquelas que atuam com altas tensões em empresas e nos serviços prestados por estas. O objetivo do curso é capacitar profissionais, de acordo com a garantia da NR10 para estarem prestando serviços de potência elétrica em áreas perigosas, ou, que se encontram em proximidades com sistemas elétricos do tipo.

Para efetivar a inscrição no curso é necessário estar comparecendo com RG, CPF e comprovante de residência na unidade do SENAI-SC de Lages. O Senai oferece varias dicas sobre os cursos, além de outras informações sobre a unidade e os serviços que ela presta. Não deixe de fazer o curso, de garantia SENAI de ensino, caso você seja um profissional na área, pois visto a importância e exigência da NR10 é de muitíssima importância se tornar um profissional especializado e capacitado para sua ação.

 

Detalhes sobre o Curso de Nr10

Organização do Sistema Elétrico de Potência (SEP):

Fase de Geração, Transmissão, Sub-Transmissão e Distribuição. Níveis de Tensão padronizados.
Organização do trabalho:a) programação e planejamento dos serviços; b) trabalho em equipe; c) prontuário e cadastro das instalações; d) métodos de trabalho; e) comunicação.
Aspectos comportamentais.
Condições impeditivas para serviços.
Riscos típicos no SEP e sua prevenção:
a) proximidade e contatos com partes energizadas; b) indução;
c) descargas atmosféricas;
d) estática; e) campos elétricos e magnéticos; f) comunicação e identificação; g) trabalhos em altura, máquinas e equipamentos especiais.
Técnicas de análise de Risco no S E P
Procedimentos de trabalho análise e discussão

Técnicas de trabalho sob tensão:
a) em linha viva;
b) ao potencial;
c) em áreas internas;
d) trabalho a distância;
e) trabalhos noturnos;
f) ambientes subterrâneos.
Equipamentos e ferramentas de trabalho (escolha, uso, conservação, verificação, ensaios)
Sistemas de proteção coletiva.
Equipamentos de proteção individual.
Posturas e vestuários de trabalho.
Segurança com veículos e transporte de pessoas, materiais e equipamentos.
Sinalização e isolamento de áreas de trabalho
Liberação de instalação para serviço e para operação e uso.
Treinamento em técnicas de remoção, atendimento, transporte de acidentados.
Acidentes típicos Análise, discussão, medidas de proteção.
Responsabilidades.