Fundamentação Teórica de Monografia


No mundo acadêmico alguns assuntos são levados com maior importância do que outros, um exemplo disso se encontra na monografia. Isso acontece, pois desde a época em que os projetos de pesquisas nas universidades públicas e universidades particulares conceituadas deram lugar ao papel do professor em sala de aula, o foco dessas universidades voltou-se para a produção de conhecimento em larga escala, ou seja, produzir material científico se tornou o objetivo da maioria dos professores e graduandos.


Quando o assunto é monografia as maiores dúvidas que surgem são em relação ao tema, a fundamentação teórica desta e sua formatação. Trataremos hoje do segundo aspecto, logo, da fundamentação teórica desta. Quando se quer trabalhar um projeto de monografia, seja em qualquer área, deve-se começar a pesquisa pelos temas que mais lhe apetecem. Feito isso, através de uma longa abordagem em cima dos autores que correspondem ao tema escolhido, deverá ser feita a escolha focando-se em apenas um destes; pois assim determina as regras da academia.

A importância da escolha da base teórica da monografia

Escolher a base teórica de sua monografia, ou seja, escolher o autor em que esta será baseada; nada mais significa do que ter em mãos a fundamentação teórica da mesma. A fundamentação teórica é, portanto, nada mais do que o guia teórico que irá embaçar toda a sua tese de pesquisa. É nesta etapa que você guiará o seu foco principal e justificará seus argumentos e hipóteses através de palavras de autores reconhecidos etc.etc. Caso ocorra de no meio deste caminho você perceber que sua fundamentação teórica não corresponde a seu objetivo principal de pesquisa, deve-se começar tudo novamente e não desanimar.